Forum das Tecnologias da Saúde


Forum das Tecnologias da Saúde

Treze associações profissionais e o Sindicato das Ciências e Tecnologias da Saúde, constituídas em plataforma de reflexão e acção concertada sobre as problemáticas das profissões das tecnologias da saúde.

Resultando de uma primeira reunião histórica, realizada no dia 2 de Fevereiro de 1992, no Hotel Flórida, em Lisboa, por convite / proposta do Sindicato das Ciências e Tecnologias da Saúde, reuniram-se pela primeira vez associações e sindicatos específicos do sector, visando identificar os problemas comuns e transversais às profissões e às organizações, tendo em vista traçar objectivos de trabalho coordenados.

Desta primeira reunião resultaram desde logo duas grandes questões:

1 - Era possível trabalhar em conjunto, salvaguardadas as naturais diferenças estatutárias das organizações envolvidas, no respeito pela respectiva individualidade das mesmas.

2 - Era possível, através dessas mesmas organizações, na complementaridade própria que lhes está subjacente, defender objectivos comuns às profissões e aos profissionais.

 Do percurso desta forma de associação de organizações profissionais e sindicais, foram ficando pelo caminho a concretização de objectivos nucleares para o estado de desenvolvimento das profissões das tecnologias da saúde, tais como a integração do ensino destas profissões no sistema educativo nacional e a regulamentação das respectivas actividades, concretizados no ano 1993.

De então para cá, esta ideia e este projecto, com os seus altos e baixos, foi esbatendo alguns dos dogmas organizacionais existentes, constituindo-se no princípio do máximo denominador comum dos interesses das partes envolvidas.

Exemplo desta nova realidade foi, no ano de 2000, em sede de constituição do Conselho Nacional das Profissões Técnicas de Diagnóstico e Terapêutica, na qual associações e sindicatos tiveram uma posição absolutamente concertada e dialogante com o poder político constatou-se, á época,   que a velocidade a que estavam a ser produzidas as alterações estruturais das profissões determinava a necessidade de uma forma de organização mais consistente.

Nesse momento nasce a ideia, determinada pela necessidade e a conjuntura das profissões, de se constituir uma forma de organização destas que, a exemplo das restantes da saúde, levasse à auto-regulação profissional.

Desta nova realidade resulta, naturalmente, que associações e sindicatos identificassem os seus objectivos prioritários, bem como a forma de, institucional e organizativamente, os alcançar. Nesse momento, mesmo que informalmente, nasce o Forum das Tecnologias da Saúde.

Volvidos seis anos sobre esse momento, e depois de formalmente constituído o Forum das Tecnologias da Saúde, pelo qual passaram diversas lideranças sindicais e associativas, pode-se afirmar ser este o espaço mais consistente de interajuda organizacional, bem como de concertação de objectivos das profissões das tecnologias da saúde.

Como grande objectivo, prioritário e indiscutível para as quatorze organizações que integram o Forum das Tecnologias da Saúde, está a auto-regulação profissional e a consequente constituição da Ordem dos Profissionais das Tecnologias da Saúde, projecto esse apresentado á Assembleia da República Portuguesa, colhendo o acordo generalizado dos Partidos políticos com assento parlamentar.

Enquanto tal, o Forum das Tecnologias da Saúde pretende manter esta forma de trabalho e cooperação institucional, assente no respeito pela individualidade própria de cada organização que o integra, promovendo a interajuda indispensável ao sucessivo desenvolvimento das diversas formas de organização dos profissionais das tecnologias da saúde.

Como exemplo desse trabalho, o projecto de estatutos da Ordem dos Profissionais das Tecnologias da Saúde afirma-se como um marco incontornável da história do Forum.

Paralelamente, inúmeras outras questões vão sendo discutidas e consensadas no âmbito do Forum das Tecnologias da Saúde, tais como a aplicação do Processo de Bolonha, o Direito de Estabelecimento, os sistemas de regulação em saúde, a participação em estruturas profissionais de carácter europeu e mundial, etc.

O Forum das Tecnologias da Saúde, enquanto expressão organizada destas profissões, no plano nacional e internacional, e enquanto formula atípica e única no plano mundial, através das organizações que o compõem, pode orgulhar-se de dizer que é um dos melhores embaixadores portugueses em matéria de qualidade no âmbito das profissões das tecnologias da saúde. Pode faze-lo porque, dependendo exclusivamente de uma ideia e de um projecto sem apoios estatais, contribuiu para a afirmação do nível qualitativo do ensino e do exercício destas profissões, constituindo-se em referência europeia.

 Projecto de Estatutos da Ordem dos Profissionais das Tecnologias da Saúde

Carta de Princípios para a criação da Ordem

 Declaração de Princípios do Forum