Razões para se SINDICALIZAR!
Segunda a Sexta
9:30-12:30 e 14:00-18:00
+351 229 069 170
+351 213 192 950
stss@stss.pt
stss-lisboa@stss.pt

NOTÍCIAS

STSS não adere à greve da função pública

STSS não adere à greve da função pública

O STSS não adere à greve da função pública, no próximo dia 20 de março, por achar não ser o momento oportuno devido à necessidade de dar resposta ao surto de Coronavírus.

Embora solidários com esta greve, que tem mais do que razões para ser decretada, o STSS considera fundamental garantir intransigentemente uma resposta aos cidadãos pelo SNS.
 
Conscientes do período crítico que estamos a atravessar, derivado do surto de SARS-COV-2, que provoca a doença COVID-19, o Sindicato Nacional dos Técnicos Superiores de Saúde das Áreas de Diagnóstico e Terapêutica (STSS) decidiu não aderir à greve da função pública, agendada para o próximo dia 20 de março.
 
Apesar de os motivos desta greve estarem completamente alinhados com as reivindicações do STSS, esta estrutura sindical, representativa dos Técnicos Superiores de Diagnóstico e Terapêutica (TSDT), considera que dada a iminência de agravamento da propagação do vírus e, dado que a atuação dos TSDT é crucial no diagnóstico da nova doença, e na continuidade do tratamento, aderir agora a esta greve, não seria de todo responsável.
 
Dada a imprevisibilidade do desenvolvimento da situação e uma vez que os TSDT estão seriamente empenhados, sendo fundamentais no combate a esta epidemia, há um bem maior que temos sempre de ter em conta: A DEFESA INTRANSIGENTE DA SAÚDE DOS CIDADÃOS E DA RESPOSTA DO SNS.
 
Os TSDT dão e continuarão a dar o seu melhor para entregar uma resposta atempada às necessidades, principalmente numa altura crítica como a que vivemos. É fundamental garantir um rápido diagnóstico e acompanhar a terapêutica dos casos confirmados, mas também conseguir assegurar a avaliação de todos os casos suspeitos, que estão a surgir.
 
A greve, agendada pela Frente Comum de Sindicatos da Administração Pública, exige entre outras matérias, aumentos salariais e a correção urgente da tabela remuneratória única. E, embora o STSS não tenha aderido à greve, pelas rezões expostas mantém-se solidário com as reivindicações de todos os Trabalhadores da Administração Pública.

STSS

Sindicato dos Técnicos Superiores de Saúde nas Áreas de Diagnóstico e Terapêutica

#JuntosConstruímosFuturo

SINDICALIZE-SE!

Pesquisa