NOTÍCIAS

Ofício enviado ao Presidente da República Portuguesa

Condecoração dos Profissionais de Saúde

Primeiro paciente com COVD-19 e Reconhecimento dos Técnicos Superiores das Áreas de Diagnostico e terapêutica.


Numa missiva para enaltecer o reconhecimento dos Técnicos Superiores de Diagnóstico e Terapêutica nesta pandemia mas também alertar para necessidade da revisão do DL 25/2019 e injustiças que estes profissionais sofrem por tempo demasiado, o STSS enviou, a pedido do seu presidente, um Ofício ao Presidente da Républica Portuguesa.

De seguida, apresentamos um excerto do mesmo:

"Excelência,

Foi com satisfação que esta organização sindical, tomou conhecimento da condecoração por V. Exa dos profissionais de saúde que cuidaram do primeiro doente com COVID-19, com o sentido de homenagear os profissionais de saúde que diariamente se confrontam com esta pandemia nos seus locais de trabalho.

Contudo, Senhor Presidente, mesmo reconhecendo que a decisão de homenagear e condecorar é da exclusiva vontade do Presidente, os Técnicos Superiores das Áreas de Diagnóstico e Terapêutica(TSDT) consideram que a homenagem deveria ter tido outra amplitude e, de facto, ser motivo para colocar no centro da discussão a forma como alguns profissionais de saúde são tratados pelas suas Instituições e pelos decisores políticos  nos mais diversos níveis.

Não pode o STSS ajuizar sobre as condecorações, mas enquanto representante de muitos profissionais de saúde TSDT, deixar de aproveitar esta oportunidade para recordar a V. Exa que a estes trabalhadores foi imposta uma revisão de carreira, no mínimo com dez anos de atraso, que não só não dignificou o trabalho destes trabalhadores, como desprezou os princípios fundamentais da democracia e da Constituição, conforme oportunamente denunciámos junto da Presidência a República.

A revolta e indignação destes profissionais de saúde com esta situação acontece, especialmente, por um lado, pelo direito a uma justa transição para as novas categorias da carreira e a uma retribuição que corresponda às exigências e responsabilidade das funções que desempenham, por outro, pelo processo de descongelamento da carreira dos TSDT, que decorridos dois anos e dez meses da sua aplicação a todos os trabalhadores da administração pública, continua sem ser corretamente aplicado por falta de clarificação do Governo, o que resulta em prejuízos sérios para os TSDT."

Poderá ler o ofício na íntegra aqui.

STSS

Sindicato dos Técnicos Superiores de Saúde nas Áreas de Diagnóstico e Terapêutica

#JuntosConstruímosFuturo

SINDICALIZE-SE!

© 2020 STSS. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por ONITdev

Pesquisa